Você percebeu que a maioria das ações diárias são realizadas automaticamente?

Por exemplo, como comer.

Ninguém acha que faremos isso antes de mastigar.

O cérebro humano é tão perfeito que certas ações são automatizadas para que possamos nos concentrar em situações que exigem soluções mais complexas, do contrário ficaremos exaustos.

O mesmo acontece com a decisão de compra, existem alguns sinais em nosso subconsciente de que escolhemos um produto em vez de outro. Esses sinais são chamados de gatilhos psicológicos!

Para persuadir seu público, você precisa saber quais são esses gatilhos e como utilizá-los em sua estratégia de marketing.

1. Razão

Embora muitas de nossas decisões sejam baseadas em emoções, estamos sempre procurando motivos para provar o que estamos fazendo e queremos saber os benefícios potenciais dessa ação.

Portanto, sempre que você promove um produto, deve explicar claramente ao usuário porque ele deseja comprar o produto e os benefícios que obterá com a compra.

Fazer isso é como levar a pessoa do ponto A (uma situação indesejável) ao ponto Z (resolver um problema).

Exemplo

Você está cansado de perder informações importantes ao longo do dia? Melhore sua concentração com nosso curso de meditação online.

No exemplo acima, apresentamos um problema (perda de informações ao longo do dia), solução (curso de meditação online) e benefício (melhorar a concentração).

2. Autoridade

As pessoas tendem a valorizar mais as opiniões dos outros por causa da hierarquia ou porque reconhecem que a pessoa tem mais conhecimento sobre o assunto.

Um exemplo básico prova essa teoria: Se você está procurando um curso sem anúncios, gostaria de fazer o curso com Washington Oliveto ou com seu recente vizinho de faculdade?

Portanto, se você deseja atrair mais clientes, precisa se posicionar como uma autoridade em um nicho de mercado.

Por isso, é preciso deixar de lado a estratégia de vendas primeiro e focar em ações que possam criar valor para o seu público.

Mantenha seu blog atualizado com conteúdo de alta qualidade, mova seu perfil nas redes sociais e disponibilize outros materiais gratuitamente.

Desta forma, você pode não apenas provar que entende do assunto, mas também estabelecer uma relação de confiança com clientes em potencial e provar a eles que não está apenas interessado em realizar vendas.

Com esse relacionamento, você terá mais tempo para educar o público sobre o produto e, por fim, fazer recomendações de compra.

Em outras palavras, construir autoridade é uma estratégia que requer tempo e esforço, mas, se feita da maneira correta, pode trazer retornos consideráveis ​​para o seu negócio no longo prazo.

Outra maneira de usar o pensamento de autoridade é pedir a especialistas que aprovem seu produto. Nesse caso, certifique-se de escolher um influenciador conhecido do público que deseja atrair.

Exemplo

Aprenda técnicas de culinária italiana com o maior chef italiano do Brasil.

3. Escassez

O gatilho da escassez é a criação de valor por meio da restrição de itens como ouro, que é um dos metais mais valiosos do mercado.

Isso ocorre porque nossa mente subconsciente tende a pensar que quanto mais difícil é obter um determinado objeto, mais valioso ele se torna. Mesmo se alguém que está pensando em fazer uma compra fizer uma compra insegura, quando essa pessoa souber de uma escassez, provavelmente ficará motivada a comprar porque acha que não terá mais chance.

A Amazon e a Booking costumam usar esse gatilho.

Observe que ao tentar fazer uma compra nessas duas plataformas, você pode ver o número de unidades restantes e, em alguns casos, também pode ver o número de vendas que foram feitas e o número de pessoas que visualizaram a página naquela hora.

Essas informações podem ajudar os visitantes a concluir suas compras. Mas, para trabalhar, você deve estabelecer a verdadeira escassez.

Se o seu público perceber que você usa esse recurso com frequência, perderá a eficácia de seu argumento de venda.

Exemplo

Restam apenas 20 vagas em nosso curso de violino clássico.

4. Evitar a dor

Evitar a dor ou o desejo de se divertir é a força motriz do comportamento humano.

Mesmo que façamos algo que parece doloroso, o faremos porque associamos o prazer a esse sentimento. É o caso das pessoas que praticam esportes radicais, que estão dispostas a arriscar apenas para completar a prova ou realizar operações diferenciadas de forma satisfatória.

No que diz respeito ao marketing, as pessoas agem para evitar sofrimentos e ainda mais comuns.

Portanto, frases como “Compre esse tipo de produto e economize R$ 100 em custos de manutenção por ano” desempenham um papel importante na decisão de compra, pois passam a ideia de que o comprador não gastou dinheiro.

É importante mencionar que esse gatilho funcionará melhor se você conhecer bem o seu cliente ideal e conhecer os problemas que ele encontra todos os dias.

Exemplo

Assine o nosso serviço, não faça mais compras no supermercado.

5. Reciprocidade

Sempre que alguém nos faz um favor, nossa tendência natural é retribuir, certo?

É por isso que é tão importante criar valor para os clientes antes de considerar o lucro que eles podem trazer para você.

Muitos empreendedores ainda têm dificuldade em entender o processo de compra do cliente porque desejam um retorno imediato do investimento.

Mas acredite em mim, se você respeitar cada etapa do funil de vendas e atender aos requisitos do cliente, suas vendas aumentarão naturalmente.

E, o melhor de tudo, de forma sustentável!

Se o conteúdo que você fornece gratuitamente agrega valor aos seus clientes, então é mais provável que eles recompensem com a compra do produto.

Exemplo

Produto: Curso de Gestão de Pessoal Baixe nosso guia gratuito e aprenda como desenvolver um plano de carreira para seus funcionários.

Saiba mais sobre gatilhos emocionais, acompanhe as nossas postagens, e aprenda mais gatilhos mentais.